Pesquisar no blog do raposão

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Da água para o vinho... Ou será o contrário?


Uma vez me disseram: "Seja bom, e você será recompensado"

Então resolvi ser atencioso, legal, divertido, estou sempre disposto a ajudar, ajudo muitas vezes sem poder ajudar.
Ajudo mesmo que aquilo possa vir a me prejudicar.
Tenho sempre uma palavra amiga, tenho sempre um conselho a dar, tenho sempre um dinheiro a doar, sempre que posso ofereço até meu lar como repouso.
Podem me chamar a qualquer hora que eu vou, seja às 07:00 da manhã, seja ás 21:00 da noite, ou seja as 02:00 da manhã.
Já dei gasolina a quem estava sem gasolina na rua, já ajudei pessoas que precisavam trocar um pneu de madrugada.
Se vejo um animal em perigo, eu paro e o ajudo, já até me preocupei com um cavalo que eu achei que estava passando mal....
Estou sempre disposto a acolher um bichinho, quero sempre o bem de todos, me preocupo com o futuro de todos.
Estou sempre ensinando o que sei e passando meus conhecimentos a quem precisa.
Dedico minhas horas vagas a cerca de 25 anos para deixar pronto o projeto de uma espaçonave capaz de salvar e revolucionar a raça humana para sempre.
Estou sempre fazendo o que posso pra ver outras pessoas bem.

E quando amo, faço-o por completo, eu me entrego ao amor com todas as forças, luto por ele até não poder mais. Dou amor, carinho, paixão, atenção, presença e dedicação.

Então, quando menos espero, aqueles que dizem que me amam sempre me apunhalam pelas costas.
Aqueles que eu amo, são os que mais me fazem sofrer.
Aqueles que dizem que me amam, são os que fazem com que eu me sinta um lixo.
Aqueles que eu amo, são os que me destroem por dentro.
Aqueles que dizem que me amam, são os que se afastam de mim.
Aqueles que eu amo, de repente me abandonam sem motivo.
Aqueles que dizem que me amam, fazem eu querer sumir deste mundo.
Aqueles que eu amo, querem que eu suma deste mundo.

É isso que eu recebo por ser bom?
É isso que eu ganho por ser prestativo?
É isso que eu mereço por amar?



Então, a partir de hoje, deixei de ser bom. Os maiores filhos-da-puta deste mundo são os que tem o dinheiro, a admiração e o amor das pessoas.

Basta o cara ser riquinho, malandro ou famoso pra ser admirado por todos como se fosse um deus.
As pessoas só dão valor àqueles que se dão valor, mesmo que pra isso seja necessário pisar nos outros

No Facebook eu vejo todos os dias, mulheres orgulhosas por que pisaram em alguém e um monte de gente curtindo isso...

Nas ruas eu vejo uma BMW ou uma Mercedes ou até mesmo uma Ferrari parada, e o povo fala: Nossa aquele cara é o CARA, você viu o carro dele? Aí alguém passa e diz: Ele é traficante (e com isso, sabe-se lá quantas vidas ele destruiu). E o comentário seguinte é: Ah.. mas ele tem uma BMW (ou seja lá o que for), isso faz ele bonito e legal (??!?!?!)

Devido ao meu trabalho, conheço pessoas que são empresários, advogados, banqueiros e etc. Alguns são legais, e gente boa. Outros são grandes filhos-da-puta... ADVINHEM QUAL DESSES TEM DINHEIRO?

Os que são bons, são falados e sacaneados o tempo inteiro por seus próprios funcionários, amigos e parentes.

Os que são filhos-da-puta, são agraciados com homenagens, demitem qualquer um que não esteja de acordo com o que ele acha "mínimo", e ainda assim são admirados pelos funcionários.

Já tive que enfrentar pessoas inescrupulosas e sem conhecimento, que se interporam ao meu trabalho apenas com "lábia" ou mesmo, com falácias sem sentido, que mesmo prejudicando muitas pessoas (às vezes centenas de pessoas) seduzem as pessoas a fazerem o que eles querem.

Hoje recebi uma ligação no meu celular que me fez pensar em tudo isso, que me fez ver o quanto sou idiota por querer ajudar a todos, por querer me tornar sempre melhor para todos à minha volta.

Então, devido a isto, me tornarei outra pessoa.


E o que me tornarei será temido e adorado por todos. Serei aquele cara egoísta, intransigente e ganancioso que todos sempre quiseram que eu fosse.

A partir de agora cansei de ser bonzinho... Cansei de ser legal.
Para conseguir o que quero...
Se eu tiver que jogar sujo, jogarei.
Se eu tiver que pisar em alguém, pisarei
Se eu tiver que magoar alguém, magoarei.
Se eu tiver que me livrar de alguém, me livrarei
Se eu tiver que abandonar alguém, abandonarei
Farei o que tiver que ser feito, doa em quem doer.

Era o que vocês queriam não? Imperdoável, imperdoável...

E como comigo tudo vira música...


(A tradução correta é essa aqui de baixo)


Sangue novo junta-se a esta terra
E rapidamente ele é subjugado
Através de constante e dolorosa desgraça
O jovem aprende as regras deles

Com o tempo a criança é enganada
Este rapaz massacrado age errado
Desprovido de todos os seus pensamentos
O jovem homem aguenta e aguenta, ele sabe
E faz uma promessa para si mesmo
Que nunca mais a partir deste dia
Eles interfeririam em seu caminho

O que eu senti
O que eu soube
Nunca apareceu no que eu tenho mostrado
Nunca ser
Nunca ver
Não saber o que poderia ter sido

O que eu senti
O que eu soube
Nunca apareceu no que eu tenho mostrado
Nunca livre,
Nunca eu (mesmo)
Então eu nomeio-te Imperdoável

Eles dedicaram suas vidas
A administrar a vida dele
E ao tentar satisfazê-los
Ele se torna no homem amargo que é

Por toda a sua vida o mesmo
Ele lutou constantemente
Esta luta ele não pode vencer
Um homem cansado eles vêem, não importa mais
O velho homem então se prepara
Para morrer cheio de arrependimentos
Aquele velho homem sou eu

O que eu tenho sentido
O que eu tenho sabido
Nunca apareceu no que eu tenho mostrado
Nunca ser
Nunca ver
Não saber o que poderia ter sido

O que eu senti
O que eu soube
Nunca apareceram no que eu mostrei
Nunca livre,
Nunca eu (mesmo)
Então eu nomeio-te Imperdoável

Vocês me rotularam
Eu rotularei vocês
Então eu nomeio-te Imperdoável
----------------------------------------------------------------------------------------

E sobre o projeto A.R.C.A? Estou deixando ele de lado um pouco. A humanidade não merece ser salva... Ou pior... Não há humanidade a ser salva.