Pesquisar no blog do raposão

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Para o futuro...

Assim que o protótipo da Pégasus ficar pronto, prometo que tiro uma foto dessas, só que à noite... 

domingo, 18 de abril de 2010

As Abelhas estão sumindo...



Síndrome misteriosa faz bilhões de abelhas abandonar suas colmeias e desaparecer sem deixar rastros. Mas os cientistas acabam de descobrir qual é o motivo..
 

Tudo está bem na colméia. Milhares de abelhas, cada uma com sua função, trabalham numa harmonia perfeita. Até que algo estranho acontece. Sem motivo aparente, as abelhas surtam: simplesmente abandonam a colméia, deixando para trás suas larvas, para nunca mais voltar.

Ninguém sabe para onde elas foram, nem se ainda estão vivas - pois não há rastros ou insetos mortos nos arredores da colméia. É um comportamento muito estranho, e que está se espalhando pelo mundo: as abelhas de 10 países já apresentaram essa síndrome, que foi batizada de colony collapse disorder (“desordem de colapso de colônia”, em inglês).

Só nos EUA, o lugar mais afetado pela doença, 50 bilhões de abelhas sumiram, esvaziando 40% das colméias do país. Os primeiros casos da síndrome apareceram em 2006, mas só agora os cientistas descobriram o que está fazendo as abelhas fugir. “É uma infecção por vírus, que danifica o código genético dos insetos”, afirma a entomóloga May Berenbaum, da Universidade de Illinois.

Esse vírus, que ainda não foi isolado, causa modificações em 65 genes dos insetos – e isso é que estaria provocando o comportamento bizarro das abelhas, cujo desaparecimento pode ter conseqüências muito mais graves do que a falta de mel. As abelhas são responsáveis pela polinização de mais da metade das 240 mil espécies de plantas floríferas que existem no mundo. Sem as abelhas, essas plantas não teriam como se reproduzir e sobreviver. Se um mundo sem abelhas já seria ruim, imagine sem flores.

E você que está lendo isso agora deve estar se perguntando "E o que isso tem a ver com este blog?". Acontece que como eu disse em posts anteriores, estou projetando esta espaçonave (que já viraram 4... e esta é 12ª versão...) a mais ou menos uns 22 anos, mas apenas a uns 3 ou 4 anos foi que me dei conta do grande "por que" deste projeto: Inconscientemente eu percebi que a raça humana entrou num processo de auto-extinção, e como tenho mania de tentar arrumar uma solução pra tudo, acabei projetando uma espécie de cápsula de fuga do planeta, mas como uma simples cápsula não iria resolver o problema, a coisa toda foi crescendo e chegou no patamar que está hoje, ou seja, uma espaçonave enorme, capaz de levar mais de 100.000 pessoas, assim como animais, plantas, recursos para construção e etc...

Albert Einstein disse uma vez: "Sem as abelhas, as maiores polinizadoras do planeta, a raça humana só sobreviverá mais 4 anos"

Nikola Tesla uma vez disse que fez experiências que chegavam à mesma conclusão, ou seja, sem abelhas não haverá chance pra raça humana.
Aí de repente encontro várias notícias na Internet sobre sumiço de abelhas, colméias abandonadas e coisas do gênero... E o pior, as primeiras vem de 2004, ou seja, como o sumiço continua, devemos estar em ritmo de extinção nos próximos 4 ou 5 anos.... Imaginem o que aconteceria se de repente Estados Unidos, Europa e Ásia ficassem simplesmente sem 90% de sua produção agrícola... É o que está por vir...

Apenas para complementar todo este assunto, Charles Francis Richter (pra quem não sabe, foi o criador da Escala Richter, usada pra medir a intensidade de terremotos) disse que quando tivéssemos uma média de 4 terremotos acima de 6 pontos na escala que ele mesmo inventou, significaria que o núcleo do planeta estaria entrando em um período de grande instabilidade e que isto poderia levar a raça humana à extinção total... Bom, eu não sei vocês, mas eu vejo uma notícia de terremoto ou maremoto por semana... Todos acima de 6 pontos...

Não sou de acreditar nessas previsões de fim de mundo, mas desta vez o bicho está pegando (ou será sumindo?)... Peço a todos que lerem isto que prestem mais atenção em suas próprias vidas e observem as notícias. Se chegarem a conclusão de que realmente é melhor darmos o fora daqui, sabem como me encontrar...

Recado que nunca será dado...

De certa forma este post é só pra colocar mais uma música no blog... Era pra ser um recado pra um povinho aí, mas como eles não usam blogs, tudo indica que isto nunca será visto...



The Cranberries - Ode to My Family

Understand the things I say,
Don't turn away from me
'Cause I spent half my life out there
You wouldn't disagree
D'you see me, d'you see
Do you like me, do you like me standing there
D'you notice, d'you know
Do you see me, do you see me
Does anyone care?

Unhappiness, where's when I was young
And we didn't give a damn
'Cause we were raised
To see life as fun and take it if we can
My mother, my mother she hold me,
Did she hold me when I was out there?
My father, my father, he liked me
Oh he liked me, does anyone care?

Understand what I've become,
It wasn't my design
And people everywhere think
Something better than I am,
But I miss you. I miss
'Cause I liked it, 'cause I liked it
When I was out there
D'you know this, d'you know
You did not find me, you did not find
Does anyone care?

Unhappiness, was when I was young
And we didn't give a damn
'Cause we were raised
To see life as fun and take it if we can
My mother, my mother she hold me,
Did she hold me when I was out there?
My father, my father, he liked me
Oh he liked me, does anyone care?

does anyone care?
does anyone care?
does anyone care?
does anyone care?
does anyone care?
does anyone care?

------------------- Tradução -----------------------

The Cranberries - Ode à minha família

Entenda as coisas que eu digo, não vire as costas para mim
Porque eu passei metade da minha vida lá fora, você não faria diferente
Você me compreende? Você compreende?
Você gosta de mim? Você gosta de mim ficando lá?
Você percebe? Você sabe?
Você me compreende? Você me compreende?
Alguém se importa?

Infelicidade havia quando eu era jovem e nós não dávamos importância
Porque nós fomos educados para ver a vida como diversão e levá-la se pudermos
Minha mãe, minha mãe, ela me abraça, ela me abraçou quando eu estava lá fora?
Meu pai, meu pai, ele gostava de mim, oh, ele gostava de mim,alguém se importa?

Entenda no que eu me tornei, esse não era meu projeto
E pessoas de todo lugar pensam alguma coisa melhor do que eu sou
Mas eu sinto sua falta, eu sinto falta
Porque eu gostava disso, porque eu gostava disso quando eu estava lá fora
Você percebe? Você sabe?
Você não me encontrou, você não encontrou
Alguém se importa?

Infelicidade havia quando eu era jovem e nós não dávamos importância
Porque nós fomos educados para ver a vida como diversão e levá-la se pudermos
Minha mãe, minha mãe, ela me abraça, ela me abraçou quando eu estava lá fora?
Meu pai, meu pai, ele gostava de mim, oh, ele gostava de mim?

Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?
Alguém se importa?

sábado, 17 de abril de 2010

Sistemas de Armas Defensivas e Ofensivas

Esta semana passei horas desenhando o sistema de armas de energia dirigida e convencionais que irão acompanhar a A.R.C.A. caso a mesma seja construída. Afinal, não sabemos o que podemos encontrar por aí e de qualquer forma, as armas seriam úteis pra evitar acidentes espaciais (como uma colisão com um asteróide ou algo assim).

E como isso aqui é realidade e não ficção, a A.R.C.A até tem um conjunto de escudos defletores (que por acaso tem esse nome mesmo) mas eles só são capazes de defletir radiações e raios cósmicos e fazem parte do sistema de suporte de vida, não dos sistemas de defesa... Não esqueçam, esse projeto não é zoação, a coisa é séria. Levei quase a vida inteira projetando isso...

Além das armas convencionais (balas, torpedos (mísseis), minas e granadas espaciais (diferem das normais por possuírem carga de oxigênio para queima dos explosivos)), a A.R.C.A. possuirá um sistema de armas não-convencionais que usam técnicas de energia dirigida. Elas serão:

1 - Torpedo E.M.P. (Electromagnetic Pulse) (pode ser lançado de qualquer tubo de torpedo, que serão 8, sendo 2 frontais, 2 em cada lateral e 2 traseiros, com angulação de até 45 graus)
2 - Feixe de Energia de amplo espectro em fase. (3 emissores, 2 frontais e um traseiro)
3 - Feixe de energia em microondas de freqüencia simples (porém variável) - 2 Emissores um dorsal e um esternal)
4 - Feixe coerente de campo gravitacional (serve pra um monte de coisas, desde puxar ou empurrar algo até destroçar alguma coisa à distância, porém este depende de vários testes com as teorias de Fran de Aquino) - 8 emissores, 2 à frente, 2 laterais e dois traseiros)
5 - Feixe de Energia Tesla (Nikola Tesla inventou essa mas nunca teve coragem de testar) - 1 emissor, frontal
6 - Emissor Taquiônico, apenas 1, pois tira energia do motor da nave, tem a capacidade de mudar o tempo de um objeto distante... (bem útil pra evitar uma coisa sem destruí-la, demanda testes)
7 -  Emissor Taquiônico de Energia de amplo espectro em fase por emissão de campo gravitacional coerente. Apenas um emissor que deve ser usado apenas em último caso. Teoricamente tem a capacidade de mandar um planeta inteiro pro saco, mas demanda toda a energia da nave, que ficaria imóvel, sem gravidade e sem suporte de vida (ficaria apenas com o ar e a temperatura armazenados na própria nave) por alguns minutos.

De qualquer forma, até descrevi quais armas a A.R.C.A pode ou vai levar, porém já aviso, vai ficar apenas nisso. Não vou contar detalhes de projeto nem descrever o funcionamento exato por aqui. Motivo: Todas usam tecnologia atual e simples, não quero ninguém se matando por aí usando algo que eu criei. Só liberarei as plantas, cálculos, métodos e etc se houver a possibilidade REAL da nave ser construida, afinal teremos que construir as armas também....

 Este mês devo liberar a planta completa da nave de transporte Pégasus que está em formato AutoCAD e  SolidWorks, ela será a nave auxiliar número 1 da A.R.C.A e será usada na construção da mesma, em órbita. assim como, também será usada para levar os passageiros quando a A.R.C.A estiver pronta. Capacidade 120t de carga ou 800 passageiros + carga pessoal (leve)

A nave Argo ainda não está com o projeto completo, assim como o Iate do Capitão (V-1 Valkyrie).


A nave Argo será usada para levar grupos avançados à superfície de planetas e/ou corpos celestes a serem visitados, assim como pode ser usada para pesquisa em órbita ou espaço profundo. (Capacidade 16 pessoas + equipamento leve ou 1600Kg)

O iate do capitão é uma nave individual (na verdade tem 3 lugares, nunca se sabe...) a ser usada apenas pelo capitão, tem grande velocidade e também capacidade de vôo interestelar. Pode ser usada para sondar e explorar elementos distantes. Será a única nave pequena com emissor de táquions. Porém, ao contrário das naves Argos e Pégasus, não terá capacidade de vôo atmosférico.

Abracinhos a todos.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Miranda Taylor Cosgrove - Raining Sunshine

Geralmente as músicas que posto aqui tem alguma coisa a ver com as lutas do dia a dia, com os amores que se foram ou com alguma coisa que faça a gente parar pra pensar na vida... Porém, nem tudo nesta vida é ruim ou demanda uma batalha pra que possamos ser felizes... Às vezes coisas boas acontecem! E pra marcar esses momentos nada melhor do que uma música "bonitinha", cheia de "frufrus" e que seja tema de um bom (aliás, MUITO BOM) filme de animação...

Com vocês, Miranda Cosgrove, mais conhecida como iCarly (sério, nunca pensei que eu fosse ouvir e ainda mais divulgar uma música dela mas, o mundo dá voltas...) com uma música que faz a gente se sentir muito bem. Esta música é tema do filme "Tá Chovendo Hambúrguer (Cloudy With a Chance of Meatballs)", filme que aliás de certa forma conta a história da minha vida, dados os acontecimentos que são muito parecidos com coisas que aconteceram comigo...



Letra e tradução...

Miranda Taylor Cosgrove - Raining Sunshine

Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine
When you think
the hope is gone,
there's a place
somewhere beyond
Take a chance and realize,
it's right before
your very eyes
Leave the dark
clouds far behind
and step outside
the weather's fine

It's raining sunshine
It's raining sunshine
All over man-kind
It's raining sunshine
As real as it can be,
believe in what you see
it's not just in your mind
It's raining sunshine
Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine
Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine

Somehing's in the atmosphere
Don't be scared of what you fear
Look around,
the storm has past
Just hurricanes of happines
Raise up your umbrella's high
Stand beneath,
the clear blue sky

It's raining sunshine
It's raining sunshine
All over man-kind
It's raining sunshine
As real as it can be,
believe in what you see
it's not just in your mind
It's raining sunshine
Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine
When you think
the hope is gone,
there's a place
somewhere beyond
Take a chance and realize,
it's right before
your very eyes
Leave the dark
clouds far behind
and step outside
the weather's fine

It's raining sunshine
It's raining sunshine
All over man-kind
It's raining sunshine
As real as it can be,
believe in what you see
it's not just in your mind
It's raining sunshine
Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine
Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine

Somehing's in the atmosphere
Don't be scared of what you fear
Look around,
the storm has past
Just hurricanes of happines
Raise up your umbrella's high
Stand beneath,
the clear blue sky

It's raining sunshine
It's raining sunshine
All over man-kind
It's raining sunshine
As real as it can be,
believe in what you see
it's not just in your mind
It's raining sunshine

Too many wonders to explain
Rays of sunlight and drops of rain
coming down from up above
Cloudy with a chance of love
Can't you feel it in the air?
sweet sensations everywhere
Whatever the weather is in store
bring it on cause
I want more

Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine
Sunshine
Sunshine
Raining Sunshine
It's raining sunshine
It's raining sunshine
All over man-kind
It's raining sunshine
As real as it can be,
believe in what you see
it's not just in your mind
It's raining sunshine!

----------------------- Tradução -------------------------

Miranda Taylor Cosgrove - Chovendo Luz do Sol (Raining Sunshine)

Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo luz do Sol
Quando você pensa
Que toda esperança acabou
Há um local
Em algum lugar além
Aproveite a chance e realize
É isso mesmo diante
De seus olhos
Deixe as nuvens
Negras para trás
E vá para fora
O tempo está bom

Está chovendo luz do Sol
Está chovendo luz do Sol
tudo sobre a humanidade
Está chovendo luz do Sol
Tão real quanto pode ser,
Acredite no que você vê
Não apenas em sua mente
Está chovendo luz do Sol
Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo luz do Sol
Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo luz do Sol

Alguma coisa na atmosfera
Não fique com medo do que você tem medo
Olhe ao seu redor
A tempestade passou
Apenas furacões de felicidade
Levante seu guarda-chuva alto
E fique de pé embaixo
Do céu azul claro

Está chovendo luz do Sol
Está chovendo luz do Sol
tudo sobre a humanidade
Está chovendo luz do Sol
Tão real quanto pode ser,
Acredite no que você vê
Não apenas em sua mente
Está chovendo luz do Sol
Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo Luz do Sol
Quando você pensa
Que toda esperança acabou
Há um local
Em algum lugar além
Aproveite a chance e realize
É isso mesmo diante
De seus olhos
Deixe as nuvens
Negras para trás
E vá para fora
O tempo está bom

Está chovendo luz do Sol
Está chovendo luz do Sol
tudo sobre a humanidade
Está chovendo luz do Sol
Tão real quanto pode ser,
Acredite no que você vê
Não apenas em sua mente
Está chovendo luz do Sol
Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo Luz do Sol
Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo Luz do Sol

Alguma coisa na atmosfera
Não fique com medo do que você tem medo
Olhe ao seu redor
A tempestade passou
Apenas furacões de felicidade
Levante seu guarda-chuva alto
E fique de pé embaixo
Do céu azul claro

Está chovendo luz do Sol
Está chovendo luz do Sol
tudo sobre a humanidade
Está chovendo luz do Sol
Tão real quanto pode ser,
Acredite no que você vê
Não apenas em sua mente
Está chovendo luz do Sol

Muitas maravilhas para explicar
Os raios de sol e as gotas de chuva
Vindo lá de cima
Nublado com a possibilidade de amor
Você não pode sentir isso no ar?
Doces sensações em toda a parte
O que quer que ganhemos está na loja
Traga isso a diante porque
Eu quero mais

Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo Luz do Sol
Luz do Sol
Luz do Sol
Chovendo Luz do Sol

Está chovendo luz do Sol
Está chovendo luz do Sol
tudo sobre a humanidade
Está chovendo luz do Sol
Tão real quanto pode ser,
Acredite no que você vê
Não apenas em sua mente
Está chovendo luz do Sol
--------------------------------------------------------------------

E aí, tá chovendo luz do sol na sua vida? Na minha está...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Kotoko - Agony (Agonia)

Todo mundo que conheço acha estranho esse meu gosto por músicas japonesas. Então decidi tentar explicar... Ultimamente tudo que toca no rádio, na TV, em sites ditos "especializados" em música, tudo, tudo mesmo é apenas uma espécie de "mais do mesmo", sem sentimento ou então aquela coisa beeem comercial, que vai tocar em todas as rádios até enjoar... Na contramão de tudo isso estão os japoneses que apenas a pouco tempo descobriram o rock e a música eletrônica, inaugurando assim o estilo J-Pop.. Porém, ao invés de seguirem todo mundo, eles inovaram, principalmente no quesito letras poéticas... E é por isso que gosto tanto de alguns grupos e cantores japoneses...

A coisa é tão profunda que sempre me faz indagar sozinho coisas do tipo "Quem é que escreve as letras das músicas da Kotoko?", ou então "Nossa, essa faz a gente sentir na pele o que está sendo contado..."

Vai abaixo um exemplo de música assim (com letra e tradução, afinal, japonês é esquisito pra se entender de primeira):

Kotoko - Agony (Agonia)




Letra:

Itsuka mita yume
Todokanai tsubuyaki dake
Yoru no hikari ni tsutsumarete samayoi yuku
Yagate mihiraku sono hitomi Unmei nara
Semete Sou, ima dake...

Kanawanai to utsumuku Yorukaze ni tada unadare
Namida Tsukikage Te no hira ni afureteyuku
Nani ga hoshii no?
Kuchibiru wa yami ni furuete ita

Deatta ano toki ni mune tsuita egao
Mamoritakute Zutto kuzuresou na yakusoku wo
Itami tsubusu hodo ni dakishimeteta

Soba ni ireru dake de
Onaji jikan ni irareru dake de
Tooi kioku Yomigaeru kanashimi mo atatamete yukeru noni
Mawari tsuzukete iru omoi ni
Yasuragi michita owari wa kuru no?
Kurikaeshita toikake wa ten ni mai
Ake no sora no Hikari ni kawaru

Subete maboroshi Ukande wa mata kieteku
Janen kakikesu yubisaki ni karamitsuita mujaku no kusari
Mogaku hodo kodoku wo andeita

Tachikirareru you ni kibisu kaesu kaze
Tsumetasugiru ima mo "Kimi ga iru kara dayo" to
Yami ni ochita kotoba Hanarenai

Iki wo shiteru dake de
Onaji itami wo kanjiru dake de
Honno sukoshi shiawase wo tsumiageru ai
Kizuite shimatta
Kogoete kata yoseru hitomi ni
Mamoritai mono Mitsukatta kara
Tsugi no yoake Te ni shiteta koukai de sabita kakera
Hikari ni kaeru

Fureau dake de sono shiawase wo omotte dake de
Komiageteku
Tsuka no ma no sayonara mo Kienu kizuna ni naru to

Soba ni irareru dake de
Onaji jikan ni irareru dake de
Tooi kioku Yomigaeru kanashimi mo atatamete yukeru noni
Kizamikomarete ita shirushi ni
Michibikare mata taoreru toki mo
Mitsumeatta isshun ga sennen no kioku wo koe
Hikari ni kawaru

------------------------ Tradução ---------------------------

Kotoko - Agonia

O sonho que se tornaria verdade algum dia
Tornou-se somente um fraco, um desconhecido murmúrio
A vaguear dentro da luz da noite
Logo aqueles olhos se abrirão... isso é fato
Ao menos, sim, somente agora...

Me sentindo mal depois do que não aconteceu, eu penduro minha cabeça dentro do vento da noite
Lágrimas... luz da lua... Transbordam da palma da minha mão
O que você quer?
Meus lábios disseram na escuridão

Esse rosto sorrindo que perfurou meu coração quando nós nos encontramos
Eu quero protegê-lo com a agonia, esmagando a dor
Eu abracei nossa promessa passageira

Apenas para estar perto de você
Apenas para estar com você ao mesmo tempo
Memórias distantes que retornam, embora tristes, estão fazendo eu me apaixonar
Dentro dos eternos resolvidos problemas
Nossa paz irá acabar?
A pergunta repetida dança nos céus
E mudanças na luz do céu do alvorecer

Tudo é uma ilusão, ela vai embora assim que aparece
Meus dedos que dispõem de malignos pensamentos que estão enroscados com uma corrente incolor em minha mente
A solidão me aperta tanto quanto eu me esforço

Meus saltos me fazem cortar através do vento
Está muito frio agora... “Isso é porque você está aqui...”
Mas eu não posso deixar sair outras palavras que caíram na escuridão

Apenas suspirando
Apenas para sentir a mesma dor
Pouco a pouco, a felicidade se recolhe no amor
É o que eu finalmente fiz
Porque nos olhos esses descansos em meus ombros congelados
Eu encontrei esse que eu quero proteger
No próximo alvorecer, os fragmentos oxidarão com o pesar que eu tenho recebido
Vão girar na luz

Apenas para tocar em algo, apenas para ter sentido essa felicidade
Totalmente por dentro
Mesmo se nós nos partirmos por um momento, transformando-nos numa ligação que nunca desaparecerá

Apenas para estar perto de você
Apenas para estar com você ao mesmo tempo
Memórias distantes que retornam, embora tristes, estão fazendo eu me apaixonar
Se as orientações dentro destes símbolos gravados
Falharem sempre outra vez
O momento onde que nós nos encontramos outra vez contornará as memórias de mil anos
E a mudança na luz...